ESTER MENDES

Você sabia que crianças e adolescentes deveriam fazer no mínimo 300 minutos de atividades físicas por semana?  Isso significa que eles deveriam estar em movimento (deslocamento, lazer ou esportes) por, no mínimo, 40 minutos todos os dias da semana ou, se considerarmos a opção de cinco dias por semana, no mínimo 60 minutos por dia. Dados do estudo sobre riscos cardiovasculares em adolescentes (estudo ERICA) realizado entre 2013 e 2014 com 73 mil participantes com idades entre 12e 17 anos residentes em municípios de médio e grande porte de todas as regiões do país, mostrou que 54,3% dos adolescentes adotavam hábitos de lazer sedentários. Dados da Pesquisa Nacional de Saúde do Escolar, realizada em 2015, revelaram que 65,5% dos estudantes do 9º ano não alcançaram os 300 minutos de atividades físicas semanais. A inatividade física está associada ao desenvolvimento da obesidade que atualmente é considerada um problema de saúde pública, e a diversas doenças associadas, entre elas Diabetes e Doenças Cardiovasculares.

De acordo com a Sociedade Brasileira de Pediatria, “a escola é um espaço institucional de convivência social com grande potencial para influenciar a adoção de hábitos de vida mais saudáveis”. Se contarmos apenas o tempo das aulas de Educação Física disponibilizadas no currículo regular da escola, essas recomendações mínimas não são alcançadas. E é nas atividades extra-curriculares que a natação assume o papel de contribuir para essa meta de saúde. Com duas aulas de natação por semana, seu aluno vai acrescentar ao menos 40 minutos de exercício por aula, ou seja, 80 minutos por semana, dobrando o tempo oferecido considerando-se apenas o tempo oferecido pelas de Educação Física. A natação escolar não precisa estar vinculada à formação de equipes competitivas, embora essa seja uma opção. Para agradar e atrair o público adolescente é necessário escolher estratégias adequadas à faixa etária. Criar desafios, estabelecer metas pessoais e realizar de jogos de cooperação são algumas possibilidades.

Quer saber como implantar a natação na sua escola? Entre em contato.

 

Conheça a Metodologia

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *