Educação por meio da natação tem um significado bem mais amplo do que você possa imaginar.

Educação por meio da natação é mais do que simplesmente ensinar a nadar. É mais do que prevenir afogamentos.

Completa, a natação movimenta grande parte dos músculos e das articulações. Possui como principais benefícios diminuição do estresse, controle do colesterol e da pressão alta, liberação de tensões, aumento da resistência muscular e melhora na circulação sanguínea.

educação por meio da natação proporciona aprendizagens diversas. Quando praticada na infância, a natação traz um desenvolvimento progressivo nas áreas cognitiva, motora e social.

Ao longo da evolução, novos conceitos surgiram para a utilização da modalidade. Algumas metodologias foram criadas e são utilizadas de acordo com a faixa etária e os objetivos desejados de cada praticante. Alguns deles são recreativos, competitivos, de aprendizagem motora e corporal, condicionamento físico e demonstração.

Com base nisso, a educação por meio da natação não se resume apenas a ensinar a criança ou o indivíduo a nadar. Mas, sim, ajudar no desenvolvimento da psicomotricidade e reforçar o desenvolvimento do início da personalidade.

Além disso, pela natação é possível construir um cidadão educado, respeitoso e com bons valores morais. Dessa forma, poderá ter uma vida mais tranquila e harmoniosa em sociedade.

O desenvolvimento da inteligência é definido e conceituado conforme a eficácia da interação da criança com o meio ambiente, segundo estudos já mostraram. Logo, a natação é uma das atividades mais recomendadas nessa fase, pois é uma ótima maneira de iniciar a aprendizagem organizada.

É possível afirmar que a educação por meio da natação possui papel importante na construção corporal, no processo de maturação e no desenvolvimento motor. Basicamente, essas transformações ocorrem por conta da necessidade de se encontrar saídas e facilitar situações para uma melhor adaptação biológica ao novo meio ambiente.

Natação e o desenvolvimento infantil

Sem dúvidas, a educação por meio da natação é uma ótima maneira que combina exercício de estimulo e adaptação em meio líquido.

Assim, favorece o desenvolvimento psicomotor, cognitivo, afetivo e social da criança. Bem como possui fundamental importância na formação da personalidade infantil e no desenvolvimento da inteligência. Além, é claro, de aperfeiçoar habilidades motoras múltiplas, melhorar a capacidade física, a agilidade, a coordenação, o desenvolvimento escolar e o equilíbrio.

Assim, através de exercícios e brincadeiras, a natação promove resultados satisfatórios na educação, no lazer e na saúde da criança.

Em síntese, o raio de ação da educação por meio da natação infantil envolve a ativação das células cerebrais da criança, promove uma melhora no desenvolvimento da psicomotricidade, da sociabilidade e atua como reforço do sistema cardiovascular.

De acordo com pesquisas, as crianças que tiveram uma educação com auxílio da natação em idade pré-escolar se desenvolveram melhor e mais rapidamente, se comparadas com outras que não tiveram a mesma educação. Observou-se, ainda, que, para essas crianças, o processo de alfabetização foi algo mais simples, facilmente desenvolvido e bem sucedido.

Todavia, para que o processo de desenvolvimento infantil seja melhor aproveitado em todos os benefícios, é necessário respeitar todas as fases do processo pedagógico. No próximo tópico, você poderá saber um pouco mais, assim como funciona cada uma dessas fases.

Fases do processo pedagógico da natação

Em suma, a educação por meio da natação deve ser iniciada pelo processo pedagógico da natação dividido em três fases. Esse processo é fundamental e pode, inclusive, influenciar tanto positivamente como negativamente o desenvolvimento infantil na natação.

Portanto, o desenvolvimento bem sucedido de cada fase é superimportante.

Um fator importante no processo de aprendizagem é o contato físico e social do aluno com o professor. Essa relação, quando bem estruturada, proporciona mais segurança para o aluno e melhora o processo de aprendizagem.

A primeira – e talvez a mais importante – é a fase de adaptação ao meio líquido. Nessa fase, se deve iniciar a ambientação, quando a criança vai conhecer e explorar o espaço físico.

O aluno deve ser orientado a experimentar e vivenciar a habilidade de estabilidade postural. Assim, com o domínio, futuramente, o aluno poderá usufruir de movimentos corporais que o levarão a ter uma boa respiração dentro da água.

Uma adaptação bem feita será uma ótima forma de conquistar um bom desenvolvimento e tornará as fases seguintes muito mais desafiadoras e empolgantes. Por consequência, se segue a adaptação polissensorial, realizada através de ouvidos, olhos, boca e nariz, com o bloqueio respiratório.

Já a fase seguinte consiste na adaptação respiratória. Essa fase é quando a inspiração se dá fora da água e a expiração, dentro. Esse procedimento poderá ser realizado de três formas: pelo nariz, pela boca ou pelos dois, simultaneamente. Sendo assim, a imersão na água ocorre facilmente e o aluno pode, então, passar para a flutuação e a sustentação.

Por fim, a última etapa é a propulsão de braços e pernas. Basicamente, quando todas as etapas estiverem bem assimiladas e executadas com sucesso, passa-se, então, para a aprendizagem dos quatro estilos de nado: borboleta, costas, peito e crawl.

Divisão em níveis de cada etapa infantil

Para um melhor aproveitamento da criança durante o processo de aprendizagem, a natação infantil se divide em algumas etapas.

Em cada etapa, é desenvolvida e estimulada uma habilidade. Confira a seguir como é feita essa divisão:

  • Bebês de 6 meses a 3 anos: nesta faixa etária, o objetivo é estimular e promover o desenvolvimento motor dentro da água, além da adaptação ao meio líquido e a socialização com pessoas fora do círculo familiar. Nesta fase, as aulas são monitoradas pelos pais ou responsáveis, sendo, inclusive, um bom momento para aprimorar e estreitar os laços afetivos.
  • De 3 a 5 anos: nesta faixa, a criança já possui mais estabilidade postural. Logo, se iniciam as atividades de movimento de braços e pernas de crawl, saltos, nado de sobrevivência, descida, subida e movimentos de imersão, flutuação dorsal e ventral. Aqui, a maioria das crianças ainda estão aprendendo a equilibrar o corpo na água. Por isso, não é incomum observar movimentos desajeitados. Afinal, elas ainda estão se desenvolvendo no nado.
  • De 6 a 7 anos: aqui, todas as habilidades já aprendidas são aprimoradas e outros nados, inseridos, como borboleta, peito e costas. Nesta fase também se inicia o mergulho.
  • Acima de 7 anos: a partir deste ponto, a criança já está familiarizada com o nado e já conhece os quatro estilos completos. Assim, ela estará pronta para iniciar a preparação e dar início ao treinamento aeróbico e de velocidade.

Vale ressaltar que, independentemente da idade e da fase que a criança inicia, as aulas são montadas de acordo com a necessidade e as limitações de cada aluno. Logo, os benefícios da educação através da natação podem ser aproveitados em qualquer idade.

Como funciona a aprendizagem pelo método lúdico

Ao falar sobre educação por meio da natação, o processo de aprendizagem lúdico não poder ficar fora. É ele que vai gerar manifestações positivas que estimularão a criatividade, a espontaneidade, a afetividade e o prazer. Essa abordagem não deve ser inserida apenas como forma de atingir um determinado objetivo. Mas, sim, como elemento básico de motivação para os alunos.

Basicamente, o elemento lúdico nas aulas proporciona um ambiente leve, com treinos criativos e espontâneos, o que faz com que as crianças aprendam brincando. Em suma, o lúdico, quando bem implementado, estabelece um vínculo entre professor e aluno. Logo, constrói laços afetivos de confiança, segurança e conforto nas atividades aquáticas.

Educação por meio da natação: principais benefícios no desenvolvimento infantil

Como visto anteriormente, a educação por meio da natação contribui para o desenvolvimento motor, psíquico e social. Além de trabalhar todos os mecanismos fisiológicos, como a capacidade respiratória e o sistema cardiovascular.

Além do mais, a natação é considerada um dos esportes mais completos. Pois, além dos inúmeros benefícios, não possui limitação de idades para a prática.

São diversos os benefícios que a natação pode fornecer, podendo, inclusive, serem aproveitados até mesmo por bebês. A seguir, confira os principais benefícios da educação por meio da natação para o desenvolvimento infantil:

  • Aspectos físicos: fortalece a musculatura do corpo todo, trabalha a flexibilidade das articulações, aumenta a resistência muscular, melhora a postura e auxilia na recuperação de lesões musculares.
  • Aspectos orgânicos: melhora a resistência cardiopulmonar, reduzindo o risco de episódios cardiovasculares, aumenta a circulação sanguínea, estimula o apetite e proporciona um sono mais tranquilo.
  • Aspectos psicossociais: desenvolve a estabilidade emocional, alivia o estresse, aumenta a autoestima e melhora a socialização.
  • Aspectos terapêuticos: auxilia no controle da pressão alta e do colesterol, regula os níveis de açúcar no sangue e auxilia no tratamento de doenças respiratórias, como bronquite e rinite. Melhorando, assim, o sistema respiratório.

Além disso, a prática da natação contribui para o desenvolvimento da disciplina, uma vez que estabelece uma rotina. Outro benefício indiscutível da educação por meio da natação é o desenvolvimento satisfatório da coordenação motora. Isso porque a natação é caracterizada, principalmente, por conter movimentos simétricos.

Deu para entender a importância do assunto?

Segundo diversos historiadores, pesquisadores e especialistas, a prática da natação se torna imprescindível como modalidade para o desenvolvimento infantil. Eles ainda ressaltam que, quanto mais cedo for iniciada, melhor será para a criança. E os benefícios poderão ser mais bem aproveitados.

Dessa forma, o objetivo principal da educação por meio da natação não é simplesmente converter as crianças em exímios nadadores. Mas, sim, ajudá-las a se desenvolverem e a construírem experiências que, através da vivência, proporcionarão uma educação integral quando crescerem. Tornando-se assim, adultos respeitosos, íntegros, inteligentes e educados.

 

Gostou desse artigo? Então, leia também:

Mitos e verdades sobre a natação infantil
https://www.metodologiagb.com.br/mitos-e-verdades-natacao-infantil/

Natação para bebês: por que incentivar?
https://www.metodologiagb.com.br/natacao-para-bebes/

  • Reply

    Reinaldo Cruz

    08 12 2019

    Boa tarde! Ótimo site, artigo muito rico em detalhes e repleto de informações grandiosas para o corpo e mente.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *